Weby shortcut
Link Facebook
Link Twitter
Youtube

Apresentação

Atualizado em 24/07/19 09:37.

O Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (PPGCF) em níveis de Mestrado & Doutorado, modalidade acadêmico, está aberto aos graduados em Farmácia ou em áreas afins desde que aprovados em processo seletivo. O mesmo foi aprovado pelo CTC/CAPES em 23-24/05/2005 com conceito 3 e, em 8 a 12 de dezembro de 2014, foi promovido ao conceito 4, sendo que o curso de Doutorado teve início em janeiro de 2015 (código CAPES: 52001016031P0; Portaria n° 326, publicada no D.O.U. de 10/3/2017, Seção 1, Pág. 10.). O PPGCF é regulamentado pela Resolução CONSUNI/UFG Nº 12/2005 de 24/06/2005 (nível Mestrado), pela Resolução CONSUNI/UFG Nº 4/2015 de 13/02/2015 e pela Resolução CEPEC/UFG Nº 1477 de 22/03/2017. Suas atividades iniciaram-se em setembro de 2005. O Programa confere o grau de Mestre ou Doutor em Ciências Farmacêuticas ao aluno que cumprir os créditos suficientes em disciplinas, em atividades complementares e submeter sua dissertação ou tese à banca de qualificação e aprovação em sessão de defesa pública. As exigências devem ser cumpridas em no máximo 24 meses (Mestrado) ou 48 meses (Doutorado).

Breve Histórico: O PPGCF/UFG tem como objetivos gerais promover a capacitação de docentes, a formação de pesquisadores, o aprimoramento técnico-científico de profissionais que atuam em farmácias, indústrias farmacêuticas, órgãos governamentais e estabelecimentos privados que exerçam atividades inerentes às ciências farmacêuticas; assessorar órgãos governamentais e instituições da iniciativa privada na busca de soluções para problemas pertinentes a área de farmácia; propiciar a produção de novos conhecimentos na área de Farmácia; detectar problemas relativos às ciências farmacêuticas e elaborar propostas inovadoras de pesquisa que contribuam para a sua resolução; produzir, divulgar, em publicações especializadas, conhecimentos gerados a partir de investigação científica.

O PPGCF/UFG, iniciou suas atividades em agosto de 2005 com 8 docentes e 13 alunos matriculados. Desde então, tem mostrado evidente evolução em relação ao número de docentes, discentes e produção intelectual qualificada (atualmente, em 2019, o PPGCF possui 15 docentes permanentes e 4 colaboradores, além de cerca de 90 alunos matriculados, e produz cerca de 90 artigos de boa qualidade científica por ano, além de ter produzido cerca de 190 dissertações e 5 teses).

Até 2008, a demanda nos processos seletivos era predominante de profissionais já atuantes no mercado, graduados há vários anos, que buscavam o mestrado em Ciências Farmacêuticas, o qual era inexistente à época de sua conclusão do curso de graduação. A participação destes mestrandos no programa teve como característica um componente de maturidade e objetividade que trouxe importantes contribuições ao programa. Além disto, cabe aqui destacar que muitos já atuavam como docentes de cursos de graduação em Farmácia da região.

A partir de 2008, observou-se que a demanda passou a ser majoritariamente de recém-egressos do curso de graduação e que passaram a imprimir outra característica à rotina do programa, resultante das experiências destes alunos na iniciação científica e de seu envolvimento anterior nos laboratórios de pesquisa.

A partir destas constatações, observou-se a tendência da redução da faixa etária mediana dos discentes do programa, além do aumento do ritmo da obtenção de resultados e geração de produtos. Esta mudança também impactou positivamente a produção intelectual.

O Programa entende que o incremento da produção científica, tanto do ponto de vista numérico, quanto do ponto de vista do impacto da produção, é uma meta a ser alcançada no processo de sua consolidação. Enfatizamos que tais objetivos têm sido alcançados, posto que conseguimos a nota 4 na avaliação do triênio 2011-2013, mantivemos no quadriênio 2014-2016 e, agora, com bons indicadores de produção científica (melhoria nos estratos da classificação Qualis, além de outros aspectos), estamos realizando um trabalho para conseguir a nota 5 na avaliação da CAPES, no quadriênio 2017-2020.

 

Área de concentração: Fármacos e Medicamentos

Linhas de Pesquisa do Programa:

- Desenvolvimento farmacotécnico, analítico e avaliação biofarmacêutica de fármacos e medicamentos.

- Planejamento, síntese e avaliação biológica de produtos naturais e moléculas bioativas.